ReisMagosEstrela-300x251

Cada vez mais mergulho no Seu mistério, servindo ao próximo de modo que apareça o serviço e não o servidor, a mensagem e não o mensageiro.

Eis que toda vez que sinceramente consigo tão realizável e grandiosa proeza, sinto-me digno de ser chamado cristão e de aceitar tão exigente título; por mais que me doe ao próximo, flagro-me o grande beneficiário, o presenteado.

Em assim sendo, Natal pós Natal sinto que ao longo do ano, ao ter proporcionado Natais para tanta gente que, por vezes, sequer soube quem presenteou ou percebeu o presente, saboreio a alegria e convicção inenarráveis de ter sido presenteado para muito além do que qualquer dinheiro poderia comprar.

Sou ainda indigente de entrega e fidelidade a Ele, jamais sequer esbocei sentir necessidade de orar ou rezar tanto quanto preciso do ar e da água para viver. Se, a despeito disto, minha pequenez de fé, de esperança e de amor continuar a permitir que eu sirva sem esperar nada em troca, hei de ser-Lhe grato durante todos os dias que permitir perseverar em meu processo de conversão.

Quando as três virtudes teologais (fé, esperança e amor), tão bíblicas quanto são hospitalidade e partilha, evoluem da aparência e do discurso para uma experiência, e esta para um hábito sereno e sensato, arraigado ao mais íntimo do seu ser e do seu espírito, o verdadeiro cristão se dá por presenteado, não somente no Natal.

É o que desejo ao meu próximo e, especialmente, ao não tão próximo – pelas diferenças nos modos de crer ou não crer, pelas incompreensões, vaidades e demais mazelas humanas que impedem que sejamos todos nós um só povo e um só rebanho – neste Natal: fazer suas estas minhas palavras, com tal verdade e intensidade, que os sentimentos, pensamentos e atitudes correspondam plenamente a elas e as superem ao ponto de eventualmente dispensá-las!

Feliz Natal com Jesus nascendo eu seu coração e você nascendo uma pessoa melhor todos os dias!

 

José Carlos de Oliveira

jc@radioplena.com.br – fb.com/oliveirajosecarlos 

Publicado originalmente em 26 de novembro de 2015