CABEÇALHO ISJ PARA FACE

Após quase uma década e meia produzindo uma nova edição todos os meses, mantida sua linha editorial, o Informativo São José é considerado um dos melhores tabloides paroquiais de Curitiba: isto segundo pessoas com credibilidade e conhecimento para afirmar.

O ISJ não é jornal de bairro, mas circula além dos muros das quatro comunidades da Paróquia São José de Vila Oficinas. É lido por gente dita católica e que não participa de Paróquia, por outros cristãos, inclusive, líderes e pregadores de denominações dissidentes da Igreja que nas suas páginas encontram subsídios para melhorar os seus saberes e pregações, ainda que mantidas as divergências.

Enquanto a maioria da população não for internauta, enquanto a maioria dos internautas não for adepta do sagrado hábito da leitura, e nem sustentáveis, os impressos permanecerão com seu espaço, mesmo que entre eles, tal como se dá em toda plataforma de comunicação, outras atividades e relacionamentos, haja joio no meio do trigo e sujeição a equívocos de emissores e receptores da comunicação.

Sendo o conteúdo com fundamentação cristã concreta e fiel à Igreja duo-milenar, a partir de Cristo seu fundador, a inúmeros não interessa, pois muitos só se incomodam com o que leem, mas não se questionam; ou estão entre a maioria dos brasileiros que cometem o erro crasso de não cultivar o essencial hábito da leitura (que é muito mais que apenas identificar palavras, frases e números básicos, ou ser hábil em jogos, vídeos, imagens, áudios, redes sociais, discursos, pregações e outras performances, e ter certificados tais como o de técnico ou graduado).

Se você sabe o que é analfabetismo funcional e a porcentagem gigantesca e crescente de brasileiros que ele afeta sem que sequer se flagrem vítimas desse câncer devastador e sorrateiro, possivelmente entende o propósito deste artigo e de todas as 168 edições do ISJ: como se fora um dentre outros pequenos Davis, todo mês oferece conteúdo que informa e principalmente forma, questiona, instiga, provoca, denuncia, mesmo prudentemente não aprofundando (o que se faz em cursos, palestras e atividades formativas adequadas a cada público). É contraponto aos Golias enrustidos na abundância de propagandas ideológicas desonestas, alienantes, massificadoras, demagógicas, populistas, em nome de Jesus, principalmente. Quem valoriza e desfruta de iniciativas como o ISJ e a Voz da Igreja, por exemplo, assume o risco de não ser ou começar a deixar de ser uma das vítimas aqui referidas…

No início deste ano a atribuição de permitir e confiar à minha pessoa a edição do ISJ passou a ser do Padre Érick. Agradeço e cumprimento-o pela coragem: por não ser um impresso de amenidades, bajulações etc, por firmar posições, denunciar e questionar, é grande a chance de alguém ir reclamar com ele, principalmente daquilo que escrevo.

Agradecimento a todos que de um modo ou de outro colaboram: ajudam a que todo mês nova edição seja disponível aos nossos queridos leitores habituais ou eventuais, sejam católicos, outros crentes e não crentes.

 

Publicação original em 1 de dezembro de 2017

José Carlos de Oliveira

fb.com/oliveirajosecarlos 

41 99844 8018 (WhatsApp)