O que é seleção? Você também seleciona!

Quando chegar o Natal e o Ano Novo, quem tiver mais dinheiro comprará castanhas e panetones a quaisquer preços. Quem tiver menos no bolso comprará pedaço de melancia e panetone em promoção, se os encontrar. Quem não tiver nada…

Com exceção de quem não veja nada nestas datas, seja “pão duro” demais ou tenha outro motivo específico, do mais rico ao mais pobre, todos escolheremos a castanha, panetone ou melancia olhando as boas condições da embalagem ou casca, o cheiro, a aparência geral, provaremos um pedacinho, se possível, enfim, qual seja o preço que possamos e queiramos pagar, vamos escolher o melhor. Mesmo nas liquidações, “queimas de estoque”, “raspas de tacho” ou “fins de feira”, sabendo que temos as sobras e os restos, tentaremos escolher o produto com melhores condições. E sob nosso ponto de vista, seja ele sensato ou equivocado e até influenciado por terceiros.

Continue reading “O que é seleção? Você também seleciona!”

“Ser igual ou ser exemplo?”

O homem que sabe fazer a parte dos outros e não a dele:     

  • Vi essa vaga no jornal e vim para começar a trabalhar.
  • O senhor trouxe currículo, documentos e referências?
  • Não. O anúncio não pedia nada disso, moça!
  • Desculpe, está aqui, com licença (indicando o anúncio no jornal comprado pelo próprio candidato). Mas podemos resolver; o que importa é que o senhor esteja apto para a vaga, não é mesmo?
  • Me dá o endereço da firma que vou lá agora!
  • Calma, não é bem assim. Posso explicar como precisamos fazer e…
Continue reading ““Ser igual ou ser exemplo?””

Qual é o objetivo de uma empresa?

Responder que é o lucro atesta que se é igual a qualquer um e indica que se está na média. Muitos que estão nessa condição são considerados bem sucedidos: alguns o são; e poderiam ser mais…

“A função de uma empresa é levar satisfação às pessoas, provendo a sociedade de um produto excelente a um preço que as pessoas possam pagar. O lucro é o resultado da prática competente dessa função” (Vicente Falconi – professor, empresário, autor de livros sobre gerenciamento, consultor e membro do Conselho da AmBev desde 1997).

Continue reading “Qual é o objetivo de uma empresa?”

Prosa

Durante processos seletivos, incontáveis candidatos aos postos de trabalho pedem orientações que os ajudem a melhorar ou gostariam de conversar demoradamente, até sobre outros assuntos. Meu modo de ser facilita a que muita gente assim faça ou queira fazer.

Simpatizante de uma boa prosa, avanço além duma tratativa curta, seca e fria. Que a prosa distraia, divirta e resulte em partilha de aprendizado, seja o interlocutor mais ou menos culto, instruído e preparado que eu: não tenho preconceitos para com os mais simples e necessitados de uma palavra, dica, motivação sincera, ou, no mínimo, um silêncio atencioso. Enquanto ensino e ajudo, aprendo e sou ajudado.

Continue reading “Prosa”

Morno a frio

Não escrevi na primeira pessoa do singular para me exibir e nem para ofender. Falei um pouco do que acontece comigo para que você se inspire a fazer uma honesta reflexão do que tem acontecido consigo. Todos os dias se pode transformar em Natal, ocasião propícia para nascer uma pessoa nova e melhor: cada um, quem quiser…

Aos trinta e três anos de idade comecei a dizer sim para Ele, não mais do modo morno com o qual muitos dos seus mais fiéis seguidores fazem e eu fazia: passei a aceitar o modo quente. Fui percebendo gradativamente, nada foi imediato e tampouco aceitei mansamente…

Continue reading “Morno a frio”

Morno a quente

Há alguns anos, ao final de palestra que não lembro onde, o que e para quem, ao encerrá-la, tive vontade de compartilhar uma reflexão que nunca contara a ninguém e que me aplicava – e aplico e me inquieto – cada vez que sinto estar entre ‘morno’ a ‘quente’ ou ‘frio’… Tem conotação religiosa, porém, basta ao leitor, crente ou não em que há algo além da vida terrena, adaptar e refletir se, ainda que possua os predicados que seu currículo, discursos e certificados indicam, não haveria algo mais a descobrir, desenvolver, oferecer, aplicar etc…

Continue reading “Morno a quente”

Chá de sumiço

Todas as etapas dos serviços prestados pelo selecionador de pessoal são críticas. A intensidade aumenta quanto mais ele seja honesto. Uma das realidades inevitáveis é saber que a manutenção e compensação da sua credibilidade, o trabalho e despesas geradas para o preenchimento de vaga existente dependerão de o candidato aprovado corresponder ao que dele se espera, na prática. Infelizmente, muitas, muitas e muitas vezes, mesmo os mais sérios e capazes selecionadores veem seu conceito diminuído e colocado em dúvida por causa de candidatos que ele ajudou a empregar e mostraram-se indignos do crédito recebido.

Continue reading “Chá de sumiço”

“Idade avançada?”

“Prezado sr. José Carlos, com respeito, venho perguntar sobre uma situação que me deixa intrigado. Eu tenho cerca de 18 anos de carteira assinada e mais de 16 anos de experiência na área em que procuro vaga no mercado de trabalho. Este ano a empresa em que trabalhei por 9 anos fechou e fiquei desempregado. Então comecei a enviar currículos por sites, e-mails, até em mãos, cerca de oitenta currículos, porém até agora somente obtive 2 respostas para possíveis entrevistas, mas sem resultado positivo. Desta forma me leva a crer que pelo fato de minha idade ser 36 anos, o mercado me excluiu das possibilidades de uma nova colocação. Eu pergunto porque uma pessoa com mais de 35 anos, não está mais apta para o mercado ? Não é por falta de experiência… o que é então? Aguardo sua resposta. Desde já obrigado. Um desempregado.”

Léo (nome fictício), obrigado pela deferência e por permitir divulgar sua indagação. Qual seja a resposta, sua satisfação plena só virá quando estiver empregado e feliz.

Continue reading ““Idade avançada?””

Gotas da inesgotável fonte chamada corrente de oração

Tem gente com fé e sem religião e com religião e sem fé. Tem muito mais gente piedosa que estudiosa e entre os estudiosos nem todos aprendem ou são fieis ao que aprendem. Quanta vez se fala de Jesus mais conforme a visão obtusa ou interesseira do formador, pregador e de quem eles convencem, menos conforme a Boa Nova. Dentre esses e outros joios, as correntes de oração mal feitas ou feitas para o mau comprovam e contribuem para a má formação, os contra testemunhos não percebidos e as contraditórias divisões entre os cristãos: prato cheio para os convictos de que religiões e religiosos seriam superstições e supersticiosos, alienantes e alienados.

Continue reading “Gotas da inesgotável fonte chamada corrente de oração”

Entre Ano Novo e Natal!

Se entre Natal e Ano Novo você sentiu tristeza e preocupação por permanecer com dívidas e contas que quer honrar, mas provavelmente não terá como quitar nas datas de vencimento; se teve projetos frustrados e permanecem incertezas se conseguirá viabilizar esses e outros; se você ou pessoa amada está com enfermidade grave; se ente querido faleceu; se teve desavença com alguém próximo ou estranho; se deu palpites na vida alheia e se irritou com os dos outros na sua; se falou de pessoas pelas costas o que não lhes diria à frente; se falou em tom professoral sobre assuntos dos quais sabe pouco ou nada; se reclamou, sugeriu e exigiu de agentes e instituições o que lhes cabe fazer, mas não fez a parte que lhe cabe enquanto partícipe da coletividade; você não está só: milhões de pessoas passaram por essas e outras situações medíocres.

Continue reading “Entre Ano Novo e Natal!”