Fé e oração, estudo e formação!

Fé e oração são mais importantes que estudo e formação. Estudo e formação são cada vez mais importantes para embasar a fé e a oração!

Conservo atitude de aprendiz e, conforme aprendo e correspondo, mais honesto é e útil pode ser o serviço como formador. Sempre sugiro os mesmos livros e outras fontes essenciais; e faço sugestões adicionais conforme o tema, público, propósito etc, que, necessariamente, são referentes e fieis ao Magistério da Igreja.

Quem não consulta habitualmente estas fontes e os agentes que delas podem tratar com propriedade, e quem não considera seriamente o básico do seu conteúdo: pode ser católico de boa fé, mas, possui equivocada, fraca ou péssima fundamentação, é vítima e contribui para as superstições, fundamentalismos, heresias, acomodações, descontentamentos, afastamentos, separações e oportunismos; qualquer que seja seu ministério, pastoral, movimento ou serviço, quanto maior o engajamento, maior a contradição ou contratestemunho!

Continue reading “Fé e oração, estudo e formação!”

Próspero Ano Novo e Feliz Natal

Existem países nos quais celebrar e difundir o Natal é antecedido por censura, pode resultar em multa, prisão e até pena de morte; a ideologia dos governantes molda tudo a favor de seus interesses, quanta vez em nome de Deus. Ser cristão nesses lugares exige coragem e coerência com a fé e, vira e mexe, resulta em martírio.  

Temos a graça de viver num país com liberdade de expressão, inclusive, religiosa: apesar dos que tramam contra; apesar dos folgados, obtusos e oportunistas que se aproveitam para parasitar crédulos, angariar leitores, ouvintes, telespectadores, eleitores, fama e dinheiro, com demagogia e populismo separatista e fundamentalista, muitíssimo em nome de Jesus, pouquíssimo conforme Ele; apesar da secularização que dá ênfase ao material em detrimento do emocional e espiritual, com adesão de maioria que se diz, se acha ou faz de conta ser cristã…

Continue reading “Próspero Ano Novo e Feliz Natal”

Morno a frio

Não escrevi na primeira pessoa do singular para me exibir e nem para ofender. Falei um pouco do que acontece comigo para que você se inspire a fazer uma honesta reflexão do que tem acontecido consigo. Todos os dias se pode transformar em Natal, ocasião propícia para nascer uma pessoa nova e melhor: cada um, quem quiser…

Aos trinta e três anos de idade comecei a dizer sim para Ele, não mais do modo morno com o qual muitos dos seus mais fiéis seguidores fazem e eu fazia: passei a aceitar o modo quente. Fui percebendo gradativamente, nada foi imediato e tampouco aceitei mansamente…

Continue reading “Morno a frio”

Morno a quente

Há alguns anos, ao final de palestra que não lembro onde, o que e para quem, ao encerrá-la, tive vontade de compartilhar uma reflexão que nunca contara a ninguém e que me aplicava – e aplico e me inquieto – cada vez que sinto estar entre ‘morno’ a ‘quente’ ou ‘frio’… Tem conotação religiosa, porém, basta ao leitor, crente ou não em que há algo além da vida terrena, adaptar e refletir se, ainda que possua os predicados que seu currículo, discursos e certificados indicam, não haveria algo mais a descobrir, desenvolver, oferecer, aplicar etc…

Continue reading “Morno a quente”

Gotas da inesgotável fonte chamada corrente de oração

Tem gente com fé e sem religião e com religião e sem fé. Tem muito mais gente piedosa que estudiosa e entre os estudiosos nem todos aprendem ou são fieis ao que aprendem. Quanta vez se fala de Jesus mais conforme a visão obtusa ou interesseira do formador, pregador e de quem eles convencem, menos conforme a Boa Nova. Dentre esses e outros joios, as correntes de oração mal feitas ou feitas para o mau comprovam e contribuem para a má formação, os contra testemunhos não percebidos e as contraditórias divisões entre os cristãos: prato cheio para os convictos de que religiões e religiosos seriam superstições e supersticiosos, alienantes e alienados.

Continue reading “Gotas da inesgotável fonte chamada corrente de oração”

Entre Ano Novo e Natal!

Se entre Natal e Ano Novo você sentiu tristeza e preocupação por permanecer com dívidas e contas que quer honrar, mas provavelmente não terá como quitar nas datas de vencimento; se teve projetos frustrados e permanecem incertezas se conseguirá viabilizar esses e outros; se você ou pessoa amada está com enfermidade grave; se ente querido faleceu; se teve desavença com alguém próximo ou estranho; se deu palpites na vida alheia e se irritou com os dos outros na sua; se falou de pessoas pelas costas o que não lhes diria à frente; se falou em tom professoral sobre assuntos dos quais sabe pouco ou nada; se reclamou, sugeriu e exigiu de agentes e instituições o que lhes cabe fazer, mas não fez a parte que lhe cabe enquanto partícipe da coletividade; você não está só: milhões de pessoas passaram por essas e outras situações medíocres.

Continue reading “Entre Ano Novo e Natal!”

Fé e cidadania

“É bom não fazer o mal, mas é mal não fazer o bem” (frase de São Alberto Hurtado SJ), lembrando o convite de São Paulo a não entristecermos o Espírito Santo, com o qual fomos marcados por Deus no dia de nosso Batismo.

“Mas eu me pergunto: como se entristece o Espírito Santo? Todos nós o recebemos no Batismo e na Crisma, portanto, para não entristecer o Espírito Santo, é necessário viver de uma maneira coerente com as promessas do Batismo, renovadas na Crisma. De maneira coerente, não com hipocrisia… O cristão não pode ser hipócrita: ele deve viver de maneira coerente. As promessas do Batismo têm dois aspectos: renúncia do mal e adesão ao bem”.

Continue reading “Fé e cidadania”

O que é MESC?

Habitualmente chamamos o MESC de ministro da Eucaristia e ao ministro ordenado da Eucaristia chamamos padre, sacerdote, ministro ordenado ou presbítero.

O ministro ordenado da Eucaristia, com o devido preparo anterior e permanente, age “in persona Christi” (*). O ministro ordinário ou ordenado é o padre: ele pode consagrar. O diácono é o ministro ordinário da comunhão eucarística, mas, não é ministro da Eucaristia. Ministros extraordinários da Eucaristia são os coroinhas, acólitos e MESC, que, como extraordinários, têm funções específicas e não cumulativas, somente em caso de suplência.

Continue reading “O que é MESC?”

Bênção

No Dia do Trabalho e noutras ocasiões, missas, procissões e cultos acontecem por tudo quanto é canto. Na sua maioria, norteadas por alusões e orações em prol da conquista ou manutenção de um bom emprego para os fiéis ou entes queridos e desconhecidos. Bênçãos de carteiras profissionais, ferramentas e ambientes de trabalho são realizadas em profusão. E há bênçãos diretamente aos trabalhadores empregados e desempregados.

O que é uma bênção? Teologicamente, é uma graça divina, onde graça é um dom, virtude ou favor concedido por Deus como meio de santificação ou salvação; milagre. Bênção é uma palavra boa; é desejar, é querer, em palavras e sentimentos, o bom e o melhor para alguém. Então, bendito é aquele a quem se abençoou, é abençoado, bondoso e feliz.

Continue reading “Bênção”