Redes sociais virtuais e reais

Sou ainda tosco aprendiz de usuário das redes sociais. Preciso prosseguir melhorando, afinal, incluí às responsabilidades uma web rádio (radioplena.com.br), com programas ao vivo, inclusive, e as redes sociais são absolutamente fundamentais para disseminar esta novidade que uniu o rádio e a rede mundial de computadores.

Quando alcançar um patamar razoável de compreensão e uso das redes sociais – se bem que o dinamismo delas sempre exigirá aprender – espero confirmar o que penso hoje: tal como se dá com a televisão, o rádio e a internet como um todo, nas redes sociais há muita futilidade, mentira, distorção, ignorância etc. E há incontáveis e maravilhosas oportunidades de aprendizagem, diversão, interação etc.

Continue reading “Redes sociais virtuais e reais”

Fé e cidadania

“É bom não fazer o mal, mas é mal não fazer o bem” (frase de São Alberto Hurtado SJ), lembrando o convite de São Paulo a não entristecermos o Espírito Santo, com o qual fomos marcados por Deus no dia de nosso Batismo.

“Mas eu me pergunto: como se entristece o Espírito Santo? Todos nós o recebemos no Batismo e na Crisma, portanto, para não entristecer o Espírito Santo, é necessário viver de uma maneira coerente com as promessas do Batismo, renovadas na Crisma. De maneira coerente, não com hipocrisia… O cristão não pode ser hipócrita: ele deve viver de maneira coerente. As promessas do Batismo têm dois aspectos: renúncia do mal e adesão ao bem”.

Continue reading “Fé e cidadania”

Inevitável e indispensável

Prezado político, com sua licença, vou brincar de profeta – mas o assunto é sério. Consulte no dicionário as definições – ou definição plena – de política e descubra que todo ser humano faz política. Por isso, ao iniciar dizendo prezado político, dirijo-me também a você. Outubro está aí e as eleições não nos reservarão muitas surpresas, se é que alguma significativa haverá.

Continue reading “Inevitável e indispensável”

Emocional abalado

Tanto quanto eu, você também deve ter uma relação de argumentos prontos a dizer a quem esteja passando por momento difícil. Manifestações de solidariedade, compreensão, apoio, motivação, orientações e até certezas de que fazendo exatamente o que e como dissemos, melhoras virão e até soluções completas, por mais improváveis que possam parecer.

Continue reading “Emocional abalado”

O que é MESC?

Habitualmente chamamos o MESC de Ministro da Eucaristia e ao Ministro Ordenado da Eucaristia chamamos Padre, Sacerdote, Ministro Ordenado ou Presbítero.

O Ministro Ordenado da Eucaristia, com o devido preparo anterior e permanente, age “in persona Christi” (*). Os Ministros Ordenados da Eucaristia são os Diáconos, Sacerdotes e Bispos; e os Ministros Extraordinários da Eucaristia são os Coroinhas, Acólitos e MESC, que, como Extraordinários, têm funções específicas e não cumulativas, somente em caso de suplência.

Continue reading “O que é MESC?”

Eles

Quem são ‘eles’? São pessoas ou instituições das quais falamos, geralmente, em tom crítico, nem sempre com tanta ou toda a razão que cremos ter: qualquer um que, num dado momento, seja considerado merecedor da nossa insatisfação, discordância, reivindicação, revolta, fofoca, maledicência e intriga. Às vezes, ‘eles’ são os destinatários dos nossos comentários elogiosos.

Continue reading “Eles”

Bênção

No Dia do Trabalho e noutras ocasiões, missas, procissões e cultos acontecem por tudo quanto é canto. Na sua maioria, norteadas por alusões e orações em prol da conquista ou manutenção de um bom emprego para os fiéis ou entes queridos e desconhecidos. Bênçãos de carteiras profissionais, ferramentas e ambientes de trabalho são realizadas em profusão. E há bênçãos diretamente aos trabalhadores empregados e desempregados.

O que é uma bênção? Teologicamente, é uma graça divina, onde graça é um dom, virtude ou favor concedido por Deus como meio de santificação ou salvação; milagre. Bênção é uma palavra boa; é desejar, é querer, em palavras e sentimentos, o bom e o melhor para alguém. Então, bendito é aquele a quem se abençoou, é abençoado, bondoso e feliz.

Continue reading “Bênção”

Emprego e trabalho

Segundo o Dicionário Aurélio, Emprego é cargo, função, ocupação em serviço particular, público, etc.; colocação. Lugar onde se exerce emprego. Trabalho é aplicação das forças e faculdades humanas para alcançar um determinado fim. Atividade coordenada, de caráter físico e/ou intelectual, necessária a realização de qualquer tarefa, serviço ou empreendimento. Tarefa para ser cumprida.

Pessoas perderam ou perderão os seus empregos por terem fugido da obrigação de trabalhar. Se você conhece alguém que tem o privilégio de estar empregado, sem precisar trabalhar, saiba que isso é exceção e exemplo a não seguir. Quem garante que no seu emprego atual ou futuro isso dará certo?

Continue reading “Emprego e trabalho”

Velho e velhaco

O velho

Ele tem 56 anos, grisalho, bigodudo, voz forte, grave, bonita, marcante sotaque, muito educado. Só tem a 4ª série do ensino fundamental, mal sabe ler; vocabulário precário e limitado, seus conceitos e comportamento, embora honesto, não o tornam interessante para o mercado de trabalho. É mecânico, aprendeu na prática; algum curso? ” – Nunca pude fazer…” Seu discurso, comum demais:

” – Sou honesto, trabalhador e sei mais do que muito moço que estuda, mas não sabe nem trocar um *bico. Eles não dão chance porque me acham velho, não tenho registro em carteira e estudei pouco. Que culpa eu tenho se precisei trabalhar desde cedo e agora não tenho mais idade pra isso?”

Continue reading “Velho e velhaco”

Com Deus a gente só ganha, mesmo quando perde!

Tudo sempre acontece conforme a vontade de Deus. Vontade que jamais ninguém consegue compreender mais do que apenas um pouquinho, principalmente, quando em nós e em quem queremos bem e amamos existe dor, sofrimento e a incapacidade de solucionar problemas, mais ainda, aqueles que vão se agravando e provavelmente não terão volta.

Como, conforme avançamos em idade, as situações de dor e sofrimento vão se avolumando, também as perdas, resta-nos, para nosso bem e o dos nossos entes queridos e demais ao redor, assumir o risco maravilhoso de depreender o quanto podemos ganhar conforme perdemos: a gente se aproxima dos nossos queridos que sofrem e nos fazem sofrer com e por eles; e a gente se aproxima do Cristo, por intermédio do serviço abnegado ao nosso próximo.

Continue reading “Com Deus a gente só ganha, mesmo quando perde!”